27 de set de 2015

Sem espiritualidade

Às vezes, o mundo parece ser tão deprimente, egoísta e injusto que repudiamos a crença pura e simples oferecida pelas correntes espiritualistas da Terra, com o próprio Espiritismo. 

Isso é a nossa visão. A visão humana, parcial, pálida e, sobretudo, ignorante. 

Sem espiritualidade, você vai poder querer achar quantos motivos preferir para a vida, mas ela sempre estará atordoada por questões que nenhuma corrente materialista pode ajudar. 

O materialismo intenta dar voltas e descobrir labirintos ideológicos para oferecer respostas às questões existenciais, contudo, apenas o espírito pode compreender a vida - o corpo, perecível como é, é um fragmento insignificante. Insignificante porque breve e temporário. Em outras palavras: somente com uma visão espiritual podemos entender a vida.

Sem espiritualidade, você pode julgar que a vida é mais prazerosa e leve, livre de culpa e compromissos extras para com os outros.

Mas não esqueça que, se você pode fugir da espiritualidade, não poderá escapar da própria consciência. Você retardada a verdade e a aceitação - não impede as consequências. A cada um sempre será dado segundo as suas obras. 

Sem espiritualidade, você dirá que pode viver o agora sem se preocupar com o pós-morte.

Ora, recorde que a realidade não precisa de crença para existir, e o pós-morte é uma realidade irremediável para você, enquanto encarnado. Esquivar-se da espiritualidade para se obscurecer da vida que recomeça quando nos desligamos da carne é ignorância e imprudência.

Sem espiritualidade, a vida é instável, efêmera e vazia. Passamos despercebidos de nós mesmos e desconhecemos a imensidão que se inclui na palavra vida. 

Para compreender o espiritual, necessita-se do espírito consciente e disposto a aprender. Seja qual for a sua fé, sua religião ou sua filosofia, lembre-se de manter viva a chama espiritual da existência e, assim, oferecer também ao espírito o seu alimento.

Errar faz parte do caminho; a rebeldia e perda de fé também são elementos que muitas vezes, em meio às tribulações, vamos ter que lidar, ora ou outra, dependendo, obviamente, da condição evolutiva.

Apesar de tudo, recordamos que somos uma consciência divina, com a essência crística dentro de nós. Somos uma inteligência, um ser individual ligado ao todo. O material, que precisamos e não vamos renegá-lo enquanto encarnados, é uma ilusão passageira. De eterno, só o espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário