27 de jun de 2015

Orar mais e orar melhor

A prece sincera é uma forma de entrarmos em contato com a espiritualidade superior. Através da oração, nosso espírito realça sua disposição de ver e ouvir as coisas da forma mais espiritualizada possível, deixando de lado um pouco toda a materialidade que nos cerca.

Orar duas ou mais vezes ao dia nos protege contra perturbações externas, deixando-nos energicamente mais equilibrados e harmonizados. Facilita, também, que os amigos espirituais possam nos auxiliar, já que rompe as barreiras que nós mesmos impusemos no dia a dia da nossa insanidade.

Há quem goste de rezar quando acorda e quando vai dormir, ou só quando acorda, ou só quando vai dormir, ou antes de iniciar algum trabalho, etc. É importante, pelo que vimos acima, mantermos o hábito da oração, mas ela jamais deve se transformar em uma mera repetição de palavras ensaiadas ou leitura supérflua de preces já escritas.

É preciso que oremos melhor. Melhor em que sentido? Com mais naturalidade, fé, confiança. Com mais fervor íntimo. A fé viva. Só assim, de fato, você vai atingir todos os benefícios da prece.

Se orar nos traz tantos benefícios, por que fazemos tantos pedidos? Além de agradecer - inclusive pelos problemas e dificuldades, pois são necessidades a nossa evolução -, a oração deve ter o aspecto de louvar a Deus. 

Ore por querer se conectar com a Divindade que está dentro de você, na sua consciência. Ore por querer agradecer pela sua vida. Ore com sinceridade para transformar a si mesmo, através desta oração.

Se fizermos isso, a vida fica mais fácil. Ganhamos mais discernimento para passar pelas provas e expiações; adquirimos paz interior, enxergamos com mais nitidez a realidade. 

Ore mais, libertando-se de pensamentos negativos, atrapalhações de toda ordem, e ore melhor, ore com o coração - de outra forma seria inútil. Façamos como Jesus, o Mestre dos Mestres, que nem ele deixou de rogar ao Pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário