22 de nov de 2014

É possível ter duas religiões?

É possível, e até mais de duas. A questão que devemos colocar aqui é se isso ajuda ou atrapalha.

Não é raro encontrar alguém que diz frequentar igreja e centro espírita ou terreiro de umbanda. Contudo, uma sempre acaba se sobrepondo a outra. 

Você pode gostar do ambiente de algumas igrejas. Eu gosto. São extremamente úteis à iluminação interior. Mas se você ouvir a doutrina de um espírita e de um padre, alguns pontos irão se chocar: ou você escolhe um ou desacredita de ambos.

Se você é médium e quer desenvolver em mais de uma religião espiritualista, também poderá se sentir confuso, o que o prejudicará em ambas as religiões.

Não é uma regra - mas um conselho. Escolher um caminho para seguir é mais seguro que tentar se dividir erroneamente entre dois, um anulando a plenitude do outro.

Alguns médiuns realmente encarnam com compromissos em mais de uma religião. Mas uma reencarnação pode ser aproveitada de forma a se dividir o tempo de dedicação à cada doutrina, conforme à necessidade e condição do médium.

Procure conhecer a si mesmo e ver o que lhe é melhor. Qual lugar você sente mais afinidade, sai de consciência mais satisfeita e o soa agradável. 

Impossível mesmo será você viver satisfeito duas religiões em um mundo em que a verdade não é ramo, mas limo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário