16 de mai de 2014

A prisão do medo

Normalmente, mudanças significativas são antecedidas por medo ou insegurança. Claro, dependendo do avanço de cada um, isso nem sempre acontece. Reflita sobre o seu nível de insegurança. 

Medo nem sempre é ruim, afinal, quando nunca se tem medo pode haver a imprudência. Contudo, esse medo que às vezes é bom vira um empecilho gigantesco para passarmos por muitas situações. 

O medo diante do novo, do que é inesperado, deve ser vencido pela consciência. Se você quer profundamente fazer tal coisa, considera isso certo, sabe que não vai prejudicar ninguém, então por que negar o direito a si mesmo de experimentar? 

Nos acomodamos facilmente. Temos uma zona de conforto quase astronômica. Tudo aquilo que pode balançar nossa segurança e estabilidade, julgamos como desnecessário à primeira vista. 

Transformar essa zona de conforto é um grande trabalho, pois precisamos nos desacomodar da inatividade intelectual e moral a qual não raramente pertencemos. O medo atrapalha muito? Liberte-se.

Liberte-se desta prisão mental que o impede de fazer o que é certo, o que realmente quer. Uma encarnação é algo realmente precioso: milhares de espíritos gostariam de estar onde você está. Então, se está aqui, aproveite ao máximo a oportunidade. 

Tenha liberdade para seguir Cristo. Trabalhe pelos outros, familiares e desconhecidos, trabalhe por si mesmo, trabalhe muito para fazer a sua parte. Cresça espiritualmente. Chore quando tiver que chorar, mas que seja uma de cem noites. Grite se precisar gritar, mas não esqueça que a temperança é o remédio da alma.

Ademais, viva consciente, porque isso é ser livre. Vença suas inseguranças e dependências. O que você quer da vida é o que a vida quer de você


Um comentário:

  1. belo texto,mas as vezes somos covardes com nos mesmo

    ResponderExcluir