7 de fev de 2014

Arrogância no meio espírita

''Auxilia-nos para que [...] o nosso destemor não se transforme em petulância.''


Eis o problema.


A citação acima é de uma prece do espírito Emmanuel, pelo médium Chico Xavier, no livro O Espírito da Verdade. O Espiritismo, como toda e qualquer religião do nosso planeta, tem uma Doutrina muito além do que a maioria de nós consegue vivenciar. Pela teoria, pelos exemplos que temos, deveríamos seguir um roteiro que nem sempre é o optado.

Escrevo me direcionando à arrogância, ao se considerar dono da verdade e único indivíduo correto do planeta, ou seja, a uma variante do egoísmo. Não apenas, direciono-me a tal realidade especificamente no meio espírita, pois é um mal interior que devemos extirpar, para a pureza da moral cristã, exercida pela alma com indulgência e benevolência, prevalecer sobre o ''homem velho'' que estamos deixando.

Quanto mais se lê, aprende e vivencia, mais expande-se a consciência. Contudo, ocorre uma distorção no caminho: aprendemos, vivenciamos hipocritamente e julgamos os outros. 

Não ensinamos nossos irmãos de caminhada pelas críticas desconcertantes e humilhações. Tampouco somos cristãos quando desprezamos a verdade alheia, sendo ela diferente da que temos como única. Ensinamos assim como aprendemos: dando o exemplo e respeitando incondicionalmente. 

Sem isso, somos ditadores e opressores de uma Doutrina que prega o contrário. A ignorância mais enraizada é a que temos como ilusão que realmente sabemos.

Como solicita Emmanuel, abnegadamente, não convertamos os nossos saberes em superioridade sobre os outros. Convertamos os nossos saberes em humildade de quem sempre tem para conhecer, pois somente o Pai tudo sabe. 

Sigamos nossa jornada de progresso moral e intelectual apoiados nos alicerces consoladores da Doutrina dos Espíritos que escolhemos, tendo em vista que não precisamos mudar opiniões ou ideias - sinal de  intolerância e insegurança.

Antes de todo o ato de julgamento ou tirania consciencial, remetamos o pensamento ao Cristo, que foi o mais completo e humilde dos homens, e aquele que temos por Divino Modelo, não nos cabendo persistir nas misérias morais do pseudo-sábio.


4 comentários:

  1. Tem mèdiuns q citam frases de Chico Xavier,como se fossem ele.Sò q a frase soa como superioridade e não com o amor e humildade q Chico tinha p ensinar à nòs q somos tão imperfeitos e carentes de afeto.Temos muito q aprender...tentamos...caìmos e è no amor q temos forças p levantar e não com "empurrões"...

    ResponderExcluir
  2. Tem mèdiuns q citam frases de Chico Xavier,como se fossem ele.Sò q a frase soa como superioridade e não com o amor e humildade q Chico tinha p ensinar à nòs q somos tão imperfeitos e carentes de afeto.Temos muito q aprender...tentamos...caìmos e è no amor q temos forças p levantar e não com "empurrões"...

    ResponderExcluir
  3. Tem mèdiuns q citam as frases de Chico Xavier,fazendo-as soar com superioridade,o amor e a humildade com q Chico ensinava a seres imperfeitos como somos, ninguèm consegue copiar.È com amor q aprendemos e não com humilhações e empurrões.

    ResponderExcluir
  4. Tem mèdiuns q citam as frases de Chico Xavier,fazendo-as soar com superioridade,o amor e a humildade com q Chico ensinava a seres imperfeitos como somos, ninguèm consegue copiar.È com amor q aprendemos e não com humilhações e empurrões.

    ResponderExcluir