12 de set de 2014

Escravidão dos smartphones

Em menos de uma década, assistimos passivamente a um fenômeno se desenrolar agressivamente em nossas vidas: o uso - e a dependência - dos smartphones

Os celulares têm mil e uma utilidades, nos ajudam em diversas atividades cotidianas além da própria comunicação. Contudo, como tudo tem seu lado bom e ruim, fizeram, também, um grande estrago na sociedade moderna.

Se você observar as pessoas nas ruas, notará que boa parte delas está envolvida com o seu celular. Sentamos por três minutos e aproveitamos tal tempo checando mensagens novas em aplicativos viciantes, queremos ver o que fulano e ciclano postaram, etc.

Nos tornamos dependentes, viciados e subordinados aos celulares. 

Tecnologia precisa de consciência, sem isso vira um fácil instrumento de dispersão e ignorância. 

Os smartphones nos influenciam até onde deixamos e permitimos. Precisa haver, de nossa parte, controle e reflexão pessoal.

Refletir é muito importante, pois é fazendo observações sobre o mundo e nós mesmos, principalmente, que começamos o despertar da consciência.

Este texto semanal do À Luz da Seara é quase autoexplicativo somente pelo título.

Por isso, não preciso de mais linhas para concluir: não se deixe ser escravo do seu celular! Use-o, e não seja usado. 

Afinal, atualmente é tênue a linha que separa o necessário do supérfluo, quando o assunto é o mundo virtual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário