7 de mar de 2014

Entendendo a si mesmo: Introdução

Uma das questões mais intrigantes da humanidade é por que estamos aqui na Terra, qual o sentido da vida. Sob a ótica espírita e de outras doutrinas espiritualistas, o homem encarna e vive para a autodescoberta (ninguém vai fazer isso por ele) e o desenvolvimento de seus potenciais. Em outras palavras, para evoluir.

A evolução do espírito demanda que este conheça a si mesmo. Muitas vezes, tal capacidade é um diferencial positivo. Por isso, o À Luz da Seara fará uma nova série de posts, desta vez com enfoque em explicar, com apoio de material espírita, o indivíduo em si em caminho da autodescoberta.

Quando procuramos tirar a cobertura vestiosa que envolve a individualidade, descobrirmos, encontramos uma chave geral: chave para problemas, dificuldades e conflitos internos. Certamente, isso se estende por um período de tempo considerável, contudo, começar é essencial. Perseverar, crucial.

Diariamente, nas mais variadas situações, nos deparamos com o subconsciente falando alto e prevalecendo. Por que você não gostou daquela pessoa? Por que preferiu A e não B? Por que ficou irritado com fulano? Por que a situação X o desgostou?

A jornada que desvenda o território imaterial do próprio ser é a mais importante que você pode realizar no nosso planeta. Como em toda e qualquer viagem, lembre-se que podem haver imprevistos, mas não desista de chegar ao destino final. 

Comentários com acréscimos ou dúvidas, experiências e relatos são sempre bem-vindos no À Luz da Seara. Construamos, na primeira pessoa do plural, o edifício da reflexão!



Nenhum comentário:

Postar um comentário