10 de dez de 2013

Reflexões espíritas sobre o materialismo

''148. Não é estranho que o materialismo seja uma consequência de estudos que deveriam, ao contrário, mostrar ao homem a superioridade da inteligência que governa o mundo? Deve-se concluir que esses estudos são perigosos? 

 — Não é verdade que o materialismo seja uma conseqüência desses estudos. E o homem que deles tira uma falsa consequência, pois ele pode abusar de tudo, mesmo das melhores coisas. O nada, aliás, os apavora mais do que eles se permitem aparentar, e os espíritos fortes são quase sempre mais fanfarrões do que valentes. A maior parte deles são materialistas porque não dispõem de nada para preencher o vazio. Diante desse abismo que se abre ante eles, mostrai-lhes uma tábua de salvação, e a ela se agarrarão ansiosamente.'' O Livro dos Espíritos.

''Não podemos afirmar que os materialistas vêm vindo...

Estão nos tempos modernos, por toda parte, tentando inconscientemente apagar a luz do espírito.

Desde as primeiras horas de nossa formação doutrinária, os mensageiros do Cristo explicaram que o Espiritismo contribuirá no aperfeiçoamento da Terra, anulando o materialismo, por ensinar aos homens a dignificação do futuro, mantendo-os livres de seitas e cores, castas e privilégios. '' Religião dos Espíritos, de Emmanuel.

''No espiritualismo idealista o ''espírito tem a primazia em tudo que se relaciona com o mundo e a vida humana'', enquanto que para o materialismo o ''espírito não é mais que uma forma de atividade da matéria que, em determinada fase de sua evolução, de formas simples para outras mais complexas, adquiriu consciência...'''' O Homem Integral, de Joana de Ângelis.

Na época da Codificação, segunda metade do século XIX, a força do materialismo era considerável, devido aos avanços da ciência, e Kardec é respondido pelos Espíritos sobre o assunto. Hoje, a ciência começa, aos poucos, se dobrar para a realidade espiritual. Entretanto, não é relevante apenas este aspecto, mas também o cultural.

Muitas igrejas não conseguem mais atender à população, que não se deixa escravizar consciencialmente como na Idade Média.  Podemos concluir que o forte ateísmo de países como a Holanda é passageiro, fruto de um amplo contexto, por longas decadências, a ser redesenhado nas próximas décadas.

Uma nova Era das Luzes estabelece-se na Terra. Desta vez, a ignorância a ser dissipada é a espiritual. O espírito deve, sempre, sobrepor-se à matéria que o prende; para isso, é imprescindível a verdadeira compreensão da vida e do mundo. Enquanto isso não acontecer, desencarnados ou encarnados, o materialismo sempre falará mais forte. Por isso, caminhemos com Cristo, que há 2000 mil anos estendeu seu inestimável legado sobre a Humanidade, nos trazendo a Verdade cada vez mais consoladora, com a evolução do homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário