16 de nov de 2013

Sobre a fidelidade doutrinária

Este blog é espírita, isto é, tem como base o evangelho de Jesus e a codificação de Allan Kardec, tanto que não raro justifico minhas afirmações sugerindo a leitura de algumas questões de O Livro dos Espíritos. Essas características podem resumir a chamada ''fidelidade doutrinária''. Há espíritas tão radicais que negam até mesmo Chico Xavier, não aceitando nada além de Kardec. Entretanto, o nosso Codificador jamais se colocou como única vertente do movimento moral e intelectual que transforma a Terra.

Existem muitas religiões espiritualistas que lidam diretamente com o mundo espiritual. No Brasil, também temos a Umbanda, por exemplo, a qual respeito muito. Mas elas estão espalhadas pelo globo inteiro, como na Índia, com forte presença nas comunidades mais tradicionais. Entre tantas crenças, eu escolhi o Espiritismo, e você, leitor, talvez também tenha. Contudo, minha fidelidade consiste mais a Jesus do que a Kardec, porque acredito que o Missionário do Mestre plantou uma base, não enquadrou verdades exclusivas.

Em outras palavras, Kardec trouxe à Terra a Doutrina do Consolador, que sempre será estudada pelo Espiritismo, pois, repito, é a sua base. Sem, por isso, ser a única fonte de horizontes. Exemplo? O próprio médium mineiro: as obras de André Luiz têm uma importância incalculável para quem quer conhecer o Plano Espiritual, que mostra-se acessivelmente desvendado, não contrariando em momento algum o Codificador.

A fidelidade doutrinária não deve ser confundida com a negação das demais crenças. Todas as religiões têm suas verdades e seus erros - quem disse foi o espírita que continuou o trabalho de Kardec, Leon Denis (leia aqui).

O único que, passe o tempo que for, jamais será ''atualizado'', ''continuado'', falando em doutrina, é Jesus. O Divino Modelo deve consistir em todo o trabalho de um espírita, com o apoio da Codificação e outros autores respeitáveis que o estudam sob a luz do espiritismo. Sigamos exclusivamente Jesus, somente ele é o Caminho, a Verdade a Vida. Quem está com ele, portanto, está conosco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário