25 de nov de 2013

Objetivos

Uma vida sem objetivos é uma vida em branco. Espiritualmente, trazemos elaborações antes da reencarnação. Aqui, encarnados, podemos ou não nos despor a cumprir tais metas. Poucos são os que completam tudo que deveriam ter feito no espaço de tempo oferecido.

Você tem objetivos, planos para a sua vida? Pode ser algo simples, como determinar ler 20 livros, ou algo mais sério, como seguir uma profissão. Eu prezo por metas. Ter objetivos é um impulso, comprometimento. Quando criei o À Luz da Seara, meu objetivo - que persiste - era ter um lugar para escrever minhas ideias e expor conteúdos espíritas que esclarecessem dúvidas e temas importantes, sob a ótica Superior dos Espíritos.

Fazer a diferença no mundo é resultado de objetivos. Quem deixa a vida levar e fica estagnado, não cumpriu metas edificantes. Por isso, pergunto: qual é o principal objetivo que você tem nesta encarnação? Pergunta que não se responde facilmente, na maioria das vezes. Pode ser, por exemplo, um avanço para a sublimação dos pensamentos, o despojamento do egoísmo. Estabelecemos o objetivo superior. A segunda parte: como cumprir?

O destino de todos os espíritos é a perfeição. Isso é conquistado segundo o esforço individual de cada um, ou seja, varia infinitamente. Por mais que possamos dividir a resposta do parágrafo anterior em várias coisas, tudo faz parte para o progresso. Não podemos, sob hipótese alguma, esquecer que estamos aqui para progredir; passamos por provas, expiações, experiências diversas etc., com este objetivo primordial. O que vem em seguida é o campo vastíssimo que o segue. 

Se eu estabeleço que quero estudar e melhorar meu padrão vibratório, quais metodologias usar? O primeiro item é fácil. Selecionar livros, por exemplo. Padrão vibratório é algo que exige mais esforço e dedicação, sendo, basicamente, a vigília dos pensamentos. Mas, atentemos, objetivos produtivos não são fáceis, exigem na mesma proporção que resultam.

Ter objetivos faz parte de uma encarnação frutífera. Cumpri-los é essencial. Dentro de nossas condições, esforcemo-nos ao máximo para os objetivos morais e intelectuais, que proporcionam ao homem relativa felicidade, devido ao seu adiantamento. Exija de si mesmo aquilo que pode fazer, não se deixe estagnar mental ou fisicamente.

2 comentários: