12 de nov de 2013

Influências: o meio e você

Você se considera uma pessoa muito influenciada? Ou influenciável? Todos somos um pouco de cada. Às vezes, um espírito com plenas condições de passar ao grupo que pertence valores importantes se deixa corromper e cai nos mesmos erros. É preciso muita confiança em seus valores para não se deixar influenciar negativamente.

Se existe a influência negativa, que atrapalha e nos impede o melhoramento pelo tempo que deixamos, também há a positiva. Com o progresso, as ideias avançam e os retrógrados acabam sendo levados pela maioria, mesmo que demore certo tempo. No dia a dia, conviver com pessoas calmas é bem melhor do que irritadiças, concorda? Tanto um humor quanto o outro nos influencia muito, mas precisamos desses irmãos irritadiços, ''professores'' mandados pela Providência.

A cada dia temos tentações a passar. Elas começam pelo pensamento e se estendem às ações, aos hábitos e não raro encontram na influência do meio apoio para fortemente nos testar. Lembre-se: seu coração é seu guia, ou seja, sua intuição, sua consciência é seu guia. Ouça esta voz íntima que fala e feche mais os ouvidos as convenções sociais indignas que ainda fazem parte da Terra.

Acredite naquilo que a sua consciência diz, é através dela que nos comunicamos com Deus e sabemos o certo e o errado, o salutar e o degradante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário